Blog Bytebio

O que é Marketing Analítico (Marketing Analytics)?

Neste artigo falamos sobre o que é Marketing Analítico (Marketing Analytics), como aplicar e por que é fundamental para melhorar os resultados do seu negócio.

Neste post você vai ver:

Marketing Analítico: dados e tecnologias para respaldar sua estratégia
O marketing é conhecido por ser um setor que depende da criatividade, experiência e intuição. Porém, existe uma parte que muitas pessoas desconhecem, mas que tem grande importância estratégica: o Marketing Analítico.

Na era da Transformação Digital, saem na frente as empresas que sabem oferecer as soluções mais adequadas. Ou seja, que aproveitam a análise de dados para desenvolver e vender o que realmente gera valor para o consumidor. E empresas que não adotam o Marketing Analítico significa que elas andam no escuro. Sem saber de onde vêm, se estão agindo certo e para onde devem ir, dificilmente vão alcançar os resultados que esperam.

Essa é uma frente analítica do marketing que permite criar estratégias mais precisas e assertivas com base em dados. As decisões, as campanhas e a criatividade devem ser embasadas em análises de desempenho para a empresa não se perder no caminho.

Veja o que preparamos para você neste artigo:

O que é Marketing Analítico?

Marketing Analítico (Marketing Analytics) é uma frente de marketing que consiste no uso dos dados e das tecnologias para respaldar nas decisões das campanhas. É a área que mergulha nos dados para entender quais resultados foram alcançados, se a empresa está no caminho certo e quais tendências estão por vir.

Ter muitos dados, por si só, não significa nada se a empresa não sabe como lidar com eles. Então, o Marketing Analítico é uma frente dedicada a eles: ao criar uma estrutura e uma cultura data driven, a empresa passa a rastrear, coletar e analisar dados de maneira estratégica, a fim de alcançar os seus objetivos de marketing que engloba todos os dados relacionados ao marketing, sejam eles de canais online ou offline.

O Marketing Analítico é como uma espécie de tradutor que fala se as suas campanhas estão mesmo performando bem e que poderá responder às principais dúvidas do seu negócio:
  • Quanto devo investir em campanhas de marketing?
  • Quais os melhores canais para investir e qual poderia me dar mais conversões?
  • Como os visitantes têm interagido em meu site? (Onde clicam, onde olham, o que leem). Como está a performance disto, em relação a conversões?
  • De quais campanhas e de onde exatamente estão vindo os nossos visitantes?
  • Quais as lacunas de palavras-chaves que não estou usando em relação aos meus concorrentes?
  • Qual o panorama e métricas dos meus concorrentes na internet?
  • Quais palavras-chaves são fortes e fracas para o meu negócio? Quais eu deveria comprar, negativar ou blindar?
  • Quais os próximos investimentos que devo fazer para gerar melhores resultados?

Quem faz o quê?

Marketing Analítico Bytebio - Tabela

Confira como a Bytebio pode
atuar dentro do seu negócio

● Condução das atividades de MKT
● Criação (Criativo / Produção)
● Copy / SEO
● Gestão de orçamentos
● Gestão de campanhas
● Gestão das mídias
● Análise dos resultados das mídias
● Relatórios
● Estruturação dos dados
● Implementação dos processos (BPM)
● Tecnologias Web
● Desenvolvimento / Automações
● Integrações de sistemas
● Geração de dados consistentes
● Data-Driven 360º e Dashboards
● Ads IA / Copy IA
● Eficiência (Recursos) / Efetividade
● Predição
● ROAS / ROI
● Ajustes de rota (estratégico/tático)
● Inteligência ao negócio (Dados)
● Branding
● Plano de marketing
● Planejamento de campanhas
● Gestão redes sociais
● Gestão dos canais
● Estratégia e Gestão de UTM's
● Publicação de anúncios
● Operação do plano tático
● Otimização de processos
● Fluidez operacional
● UX
● SEM e SEO Técnico
● CRM
● Sistemas de comunicação
● Definição das métricas (KPI's)
● Entregas de valor à operação
● Entregas de valor ao negócio
● Análises (UX, Dados, Fraudes)
● SEO Analítico
● Análise de Concorrentes
● Análise 360º das Campanhas
Marketing Analítico Bytebio
Este artigo pode lhe interessar "4 melhores ferramentas de BI que são essenciais para o seu negócio". Confira!

Quais os benefícios do Marketing Analítico?

Os negócios que conseguirem usar os dados para entender esses cenários, vai aproveitar as oportunidades e diminuir os riscos, podendo sair à frente dos concorrentes.

A seguir, você vai ver como o Marketing Analítico pode trazer benefícios para o seu negócio:

  • Mensuração
    do ROI
    Avaliar de forma assertiva o impacto das campanhas e estratégias no caixa da empresa e focar as otimizações no retorno financeiro.
  • Comportamento do consumidor
    Dados sobre o perfil do público em diferentes canais e como as pessoas se comportam no seu site e reagem às suas estratégias.
  • Manter o foco nos objetivos
    Adotar o Marketing Analytics é uma forma de manter a equipe sempre alinhada aos objetivos micro e macro traçados pela empresa.
  • Monitorar os concorrentes
    Analisar e coletar dados sobre a atuação dos seus concorrentes, quais estratégias estão funcionando e como se preparar para enfrentá-los.
  • Alinhamento da estratégia
    O Marketing Analítico ajuda a colocar os seus esforços alinhados aos objetivos e estratégia do seu negócio.
  • Aumenta a clareza nas ações
    Proporciona mais clareza nas ações e nos investimentos que realmente trazem melhores resultados.
  • Investir apenas no que dá certo
    Os dados ajudam levar a tomadas de decisões mais certeiras e de acordo
    com que seu negócio precisa.
  • Oportunidades e tendências
    A análise preditiva permite que o seu negócio se prepare para os riscos e oportunidades que antecipam o que está por vir.

Quais as principais tecnologias utilizadas no Marketing Analítico?

O uso das tecnologias facilita na visão e ajuda o profissional a analisar rapidamente. Aplicar essas tecnologias não é obrigatório, mas elas otimizam o Marketing Analítico (Marketing Analytics). Veja aqui algumas delas:
As ferramentas tornam-se essenciais a partir do momento que o analista compreende os dados valiosos para a estratégia do negócio.

Web Analytics:

Google Analitycs (GA4)

Integrando o seu site no Google Analitycs você terá dados em tempo real e além de mensurar o desempenho de todos os canais de entrada do site, sendo eles por campanhas de e-mail marketing, Google Adwords, tráfego orgânico (SEO), redes sociais, tráfego direto, dentre outros.

Google Adwords (GADS)

O Google Adwords é uma das ferramentas que mais gera receita e campanhas de sucesso no marketing digital e ter um site integrado a essa ferramenta pode atrair inúmeros visitantes qualificados.

Google Search Console (GSC)

Ter o seu site integrado ao Google Search Console é essencial para que você otimize seu site para as buscas do Google. Saber usá-la pode ser um desafio, mas os resultados fazem valer o esforço.

Google Tag Manager (GTM)

Com o GTM é possível inserir apenas um código em um site, para depois instalar diversos serviços sem precisar mexer nesse código. Ao centralizar a gestão de códigos no GTM, o marketing ganha autonomia, melhora a produtividade e reduz custos com TI.
Conversões e Metas

Rastreamento de eventos

Os eventos são as interações do usuário com o conteúdo que podem ser avaliadas independentemente do carregamento de uma página da Web ou de uma tela. Downloads, cliques em links, envios de formulários e reproduções de vídeo são exemplos de ações interessantes para analisar como eventos.

SEO Avançado:

Visão geral de domínio

Imagine ser capaz de fazer a engenharia reversa de SEO, marketing de conteúdo e da estratégia de mídias sociais dos seus principais competidores.

Permite que você obtenha informações sobre as estratégias que estão dando mais certo em outros sites no seu nicho, para que você possa adotar estas estratégias, aprimorá-las, e ganhar uma vantagem competitiva.

Pontuação de SEO

Essa é sua pontuação geral de SEO on-page para todas as páginas escaneadas durante a auditoria do site. 0 é a pontuação mais baixa possível e 100 é a mais alta. Com uma pontuação de 84, meu site é classificado como “ótimo”. Além desta, existem outras métricas, como backlinks.

Velocidade

Seus usuários esperam que o seu site carregue rapidamente. Sem isso, você pode perder muito tráfego.

Se o seu site não for rápido, tanto o seu público quanto o Google vão ter uma opinião ruim dele.

Análise de palavras-chave

Conheça volume de tráfego das palavras-chave de seu site e encontre o número de possíveis clientes que buscam essas palavras-chave. Tendências - acompanhe como o volume de buscas vai mudando com o tempo.

Ranking de palavras-chave

Você precisa de mais ideias de palavras-chave? Desde palavras-chave principais até frases de cauda longa, conseguimos lhe sugerir centenas de sugestões com ferramentas de SEO avançado. Você também poderá saber o volume de pesquisa, análise dos concorrentes, e até mesmo tendências sazonais para cada palavra-chave.
Oferecemos relatórios para melhorias de SEO.

Melhorias para SEO

Verificação de integridade – Integridade geral das páginas do seu site.
Erros críticos – Problemas que têm o maior impacto na integridade do seu SEO
Avisos – Problemas menos impactantes que ainda merecem atenção
Recomendações – Recomendações a serem consideradas, mas que não têm muito impacto na integridade do seu SEO

Análise dos concorrentes

A análise competitiva te ajuda a descobrir onde estão seus concorrentes e o que os torna mais visíveis na internet. O objetivo, é entender o que está funcionando para outras pessoas em seu setor, para que você também possa fazer essas estratégias funcionarem para você, para, assim, obter uma vantagem competitiva.

Visualização dos dados:

"De ponta a ponta"

Sales Intelligence

A Sales Intelligence registra quanto dinheiro foi investido no canal de publicidade e quanto foi ganho (ROI) com as vendas, internas.

De acordo com os resultados, podemos concluir sobre a eficácia dos meios de publicidade que temos e distribuir o orçamento. Esta ferramenta é um recurso disponível na plataforma Bitrix24.
Veja o artigo "O que é Bitrix24?" e veja
como ele pode transformar o seu negócio
"Gestão do relacionamento com o cliente"

CRM

O CRM otimiza o trabalho com os clientes e os acompanha desde o primeiro contato até a venda. Ter o site integrado a um CRM pode trazer benefícios como uma boa experiência na operação do comercial e otimização dos processos do time de vendas, além de contribuir eficazmente na comunicação interna e externa, com os clientes (telefone, e-mail, whatsapp, etc).

Com os dados de toda a jornada, ver e acompanha-los em Dashboard Analítico, traz mais clareza, visão e novos insights para o negócio.
Painéis Analíticos com dados consolidados de diferentes fontes, com visões que trazem exatamente o que você precisa para "ver" o seu negócio e ter os insights necessários. Com o Bitrix24, podemos usar o Power Data e extrair os dados do seu CRM para construir dashboards em tempo real.

Dashboards em tempo real

Mapa de calor

A ferramenta oferece uma apresentação bidimensional com cores diferenciadas e com base na movimentação do consumidor em determinadas áreas, o sistema determina se os produtos daquela região são atrativos ou não para o consumidor.

Gravação de telas (visitas)

Observar como o cliente se comporta dentro do seu site, pode te ajudar a melhorar a performance e facilidade no atendimento comercial.
Estratégias de Cache
SEO
Chat ao vivo
Cookies
Segurança
E-mails Transacionais
Gestão DNS
LGPD

Como aplicar o Marketing Analítico no seu negócio?

Você deve ter notado que o Marketing Analítico é uma vantagem competitiva. Em pouco tempo, isso será tão importante quanto possuir um site ou posicionar sua empresa nas redes sociais. Embora ainda não seja amplamente difundido entre os profissionais de marketing, o uso do marketing baseado em dados está aumentando seu próprio valor.

Para alinhar os esforços de marketing com as metas de negócios, é necessário fazer um planejamento. No entanto, além disso, os dados mais relevantes devem ser coletados para tomar decisões mais decisivas. Afinal, nem todos os números são importantes para medir o resultado de uma estratégia.

Além de criar dashboards para análise, você também precisa criar relatórios para apresentar a clientes, gerentes, gestores e colegas. Perceba que para cada um a apresentação dos indicadores são diferentes focados na estratégia de cada negócio.

A seguir, você vai ver como o Marketing Analítico pode ser aplicado ao seu negócio:
  • Invista em tecnologia
    O uso das tecnologias facilita na visão e ajuda o profissional a analisar rapidamente.
  • Capacite sua equipe
    Capacitando a equipe com ferramentas que seja direcionada à dados e resultados traz grandes resultados.
  • Foco na gestão
    Invista em softwares de gestão e outras ferramentas que otimizem o fluxo de informações entre suas equipes.
  • Dados integrados
    É muito importante ter uma versão única e integrada, com atualização em tempo real.
  • Informações valiosas
    Utilize os dados a seu favor, extraia os melhores insights e crie ações estratégicas a partir dos resultados
  • Monitore os resultados
    Acompanhar os indicadores é essencial para dizer o que de fato acontece em seu negócio.

Quem deve fazer o Marketing Analítico?

A análise de dados não é exclusiva a um profissional, nem de uma determinada área da empresa. Do analista ao gerente, o Marketing Analítico deve envolver toda a equipe. Todos devem coletar, analisar e apresentar dados de acordo com seu nível de desempenho.

Por isso, não basta contratar ferramentas e empurrá-las aos colaboradores. É necessário realizar treinamento, orientação e, o mais importante, estabelecer uma cultura data driven. À medida que essa cultura se fortalece na organização, as decisões não podem ser tomadas sem olhar para os dados.

Se o seu futuro está cheio de incertezas, então o seu negócio precisa de um profissional de Marketing Analítico para minimizar os riscos e adotar a melhor abordagem. Portanto, deixar de lado as decisões com base em suposições, opiniões e intuições colocará sua empresa no caminho errado.

Você ficou com dúvidas sobre o Marketing Analítico ou quer aderir ao seu negócio? A Bytebio possui consultores especializados em Marketing Analítico. Fale com um de nossos especialistas:

Saiba mais sobre

Glossário no Marketing Digital

40 siglas e termos utilizados
Os termos técnicos devem pertencer ao mundo de quem quer impulsionar o seu negócio de marketing digital.

Para ajudá-lo nessa tarefa, separamos 40 termos e siglas de marketing digital que todo empresário deve saber! Confira nossa lista abaixo:

Automação de marketing: quando as etapas de marketing digital se tornam automatizadas e, por isso, fica mais fácil escalar os resultados.


Alcance: número de pessoas que visualizaram um post ou campanha que você veiculou.


Alcance orgânico: número de pessoas que visualizaram um conteúdo naturalmente, sem que houvesse nenhum investimento pago para isso.


Alcance pago: número de pessoas que visualizaram um conteúdo porque houve um investimento pago para isso.


Application Programming Interface (API): grupo de padrões para que softwares, aplicativos e outras plataformas web se desenvolvam e se comuniquem.


Banner: imagem ou vídeo, normalmente promocional, que fica no topo das lojas virtuais para atrair a atenção do consumidor.


Black Hat SEO: estratégias ilícitas ou que usam trapaças para posicionar melhor um site no Google.


Blog: conjunto de textos publicados na internet. É possível ter um site inteiro no formato de blog ou incluir uma sessão de blog em um site institucional ou dentro de um e-commerce, por exemplo.

CAC (Custo de Aquisição por Cliente): valor gasto em marketing e outras estratégias para adquirir um novo consumidor para o negócio. É calculado somando todo o valor investido e dividindo esse número pelo total de clientes conquistados dentro de um período.


Conversão: acontece quando o consumidor compra um produto, contrata um serviço ou realiza alguma ação desejada pela empresa.


CPC (Custo por Clique): valor que é descontado de um orçamento toda vez que um consumidor clica em um link. É muito utilizado em campanhas de links patrocinados, cujo objetivo é fazer com que o consumidor clique em uma publicidade e vá para o site do anunciante.


CTA (Call to Action): chamada para que o consumidor execute uma ação, como comprar, fazer um download ou se inscrever em uma newsletter.

Engajamento: participação de um usuário em algum material seu. Os principais tipos de engajamento nas redes sociais são: comentários, curtidas, reações e compartilhamentos.


Guest post: texto publicado em seu blog por um convidado.


Inbound Marketing: nova tendência de marketing em que a marca desperta o interesse do cliente e faz com que ele vá até ela.


Landing Page: página destinada à um tipo de conversão, sobretudo à criação de leads.

Lead: pessoa que demonstrou interesse no seu mercado, produtos ou marca por meio de um cadastro.


Link patrocinado: publicidade dos buscadores, como o Google, que permite que as marcas criem anúncios relacionados à pesquisa de um usuário.


Link building: estratégias que fazem com que outros sites relevantes, do mesmo segmento, apontem para o seu. O link building é uma importante tática de SEO.


Mobile-friendly: sites, aplicativos e outro conteúdo web que têm design pensado, também, para dispositivos móveis, como smartphones e tablets.


Outbound marketing: marketing mais tradicional, em que a marca procura o consumidor e tenta convencê-lo a comprar.


Opt-in: quando o consumidor, declaradamente, expressa a vontade de receber conteúdo de uma marca, geralmente por e-mail.


Palavra-chave: termo usado como foco de uma campanha ou ação. Pode ser usada para classificar o seu anúncio ou para segmentar uma publicidade, por exemplo.


Page rank: algoritmo do Google utilizado para avaliar e ranquear os sites nas páginas de resultado da mais relevante para a menos relevante.


Page-view: número de visualizações de uma página na internet.


Persona: perfil de cliente criado para guiar as estratégias de marketing e vendas.


Publieditorial: conteúdo patrocinado por uma empresa e publicado em um canal de conteúdo, como um blog ou portal.


Remarketing: estratégia cujo objetivo é identificar consumidores que demonstraram interesse em um produto e convidá-los a finalizar a compra, por meio de publicidade e e-mail marketing.


Responsivo: aplicativos, sites e outros conteúdos web que são mobile-friendly, ou seja, estão disponíveis para dispositivos móveis.


ROI (Return on Investiment): retorno sobre o investimento feito em uma campanha. É calculado em duas etapas. Primeiro deve-se subtrair o custo da campanha pela receita gerada e, depois, dividir o total pelo custo. Na sequência, multiplica-se o resultado por 100.


Segmentação: ato de dividir um mesmo público em grupos para garantir que campanhas de marketing sejam sempre direcionadas para as personas certas.


Search Engine Marketing (SEM): estratégias de marketing digital (incluindo mídia paga) que tem como objetivo destacar um site nas páginas dos buscadores, como o Google.


Search Engine Optimization (SEO): conjunto de estratégias que um site pode adotar para se posicionar melhor nos resultados dos buscadores de forma orgânica.


SERP: nome dado às páginas de resultado que o Google apresenta depois que um usuário faz uma busca.


Taxa de abertura: número de e-mails abertos dividido pela quantidade de e-mails recebidos por seus contatos.


Taxa de clique (CTR): número de cliques que uma peça obteve dividido pelo número de visualizações. Pode ser usada em ferramentas como e-mail marketing e posts de redes sociais.


Teste A/B: teste que consiste em apresentar dois elementos diferentes para o público e avaliar qual deles obtém os melhores resultados.


Visitante: pessoa que fez uma visita ao seu site, blog ou e-commerce.


Visita: número de vezes em que alguém acessou seu site, blog ou e-commerce.


White hat SEO: táticas para posicionar melhor seu site no Google que são aceitas e recomendadas pelo buscador.