• Categoria: Institucional
  • Tecnologia: Drupal 7
  • Ano: 2017




A Sociedade Brasileira de Genética, ou simplesmente SBG, é uma organização que foi fundada no ano de 1995, em Ribeirão Preto com o intuito de promover um melhor desenvolvimento das áreas do conhecimento relacionadas à Genética. A SBG tem grande papel no avanço do conhecimento na sociedade brasileira, tendo até mesmo, em 1987, ganhado o título de Utilidade Pública Federal. São várias as atividades desempenhadas pela organização, tais como a organização de congressos e a estimulação à formação científica. Deste modo, é notável a importância da Sociedade Brasileira de Genética para o país.


SBG
SBG

Sobre a SBG

 

SBG (Sociedade Brasileira de Genética)

A Sociedade Brasileira de Genética, ou simplesmente SBG, é uma organização que foi fundada no ano de 1995, em Ribeirão Preto – cidade interiorana do estado de São Paulo – com o intuito de promover um melhor desenvolvimento das áreas do conhecimento relacionadas à Genética. A SBG tem grande papel no avanço do conhecimento na sociedade brasileira, tendo até mesmo, em 1987, ganhado o título de Utilidade Pública Federal – qualificação dada a instituições que prestam, altruistamente, serviços à população. São várias as atividades desempenhadas pela organização, tais como a organização de congressos e a estimulação à formação científica. Deste modo, é notável a importância da Sociedade Brasileira de Genética para o país; veja, a seguir, mais sobre a instituição, como ela trabalha e quais são suas prestações à população.

Principais propósitos da Sociedade Brasileira de Genética

A genética é um tema relativamente novo, sendo que a mesma começou a ganhar mais visibilidade a partir do ano 2000, de lá para cá foram inúmeros os avanços científicos, em todas as áreas. Porém uma das que mais ganhou espaço foi a genética, atualmente várias doenças e possíveis doenças que podem vir a ser acometidas pelas pessoas, podem ser facilmente identificadas e combatidas, isso ocorre porque os cientistas conseguem fazer a leitura das células e identificas falhas na genética. Essas falhas são as grandes responsáveis pelo desenvolvimento das doenças, além disso hoje já é possível fazer o mapeamento genético completo, antes mesmo do nascimento, para isso os cientistas, fazem a investigação intra uterina. A Sociedade Brasileira de Genética têm diversas finalidades, todas voltadas ao desenvolvimento científico, em especial o da genética; veja abaixo os principais objetivos dessa organização.

  • Organizar e amparar cursos extensivos para graduandos e graduados que visem à genética como área de atuação, esse incentivo promove maior interesse pela capacitação entre os alunos, com isso cresce o número de graduandos pesquisadores no campo da genética, e quanto maior o número de pesquisas sérias, maiores são os avanços no campo genético para a sociedade;
  • Auxiliar, quando necessário, instituições em questões que requeiram conhecimentos em genética, estudar genética não é algo fácil, muito menos barato, várias instituições promovem o desenvolvimento de atividades ligadas a genética, com isso a SBG fornece um auxilio que muitas vezes aparece em forma de equipamentos para dar todo o suporte que os pesquisadores necessitam;
  • Organizar eventos científicos, tais como seminários, congressos, conferências, entre outros, tais eventos são muito importantes para que ocorra a troca de informação entre os pesquisadores, dessa forma o conhecimento é difundido e mais pessoas tem acesso a determinados conteúdos;
  • Reunir indivíduos e organizações que visem à evolução e a propagação da genética, como já dissemos anteriormente a genética vem sendo um tema muito forte em toda a sociedade, a população começou a enxergar os processos dá investigação e com isso, criou-se ainda mais a necessidade de uma constante atualização e evolução, de tal forma que é de fundamental importante a continuidade nas investigações que versam sobre a genética, seus campos e todos os pontos que a envolvem;
  • Auxiliar e incentivar a produção de pesquisas nos segmentos da genética, para isso surgem os projetos de pesquisas que são apoiados tanto pela SBG quanto por demais programas;
  • Desenvolver boas relações diplomáticas com organizações estrangeiras;
  • Realizar premiações que impilam nas pessoas o interesse pela ciência;
  • Corroborar para a formação de novos pesquisadores e geneticistas;
  • Elaborar e editar a revista GMB.

SBG e seus integrantes

 

É possível se tornar um sócio da SBG?

A Sociedade Brasileira de Genética, como o próprio nome sugere, admite que os indivíduos afiliem-se a ela e passem a gozar das diversas vantagens oferecidas aos sócios; porém, para tal, o interessado tem que atender, no mínimo, aos pré-requisitos exigidos por um dos tipos de afiliações considerados pela SBG.

Quais são os tipos de afiliações existentes?

A SBG possibilita diferentes tipos de associações, cada qual com suas especificidades; veja-os a seguir.

Sócio titular:

Qualquer indivíduo, sem restrições quanto à naturalidade, poderá associar-se à SBG como sócio titular, desde que cumpra a exigência de ser diplomado em um curso universitário que tenha matérias relacionadas a áreas englobadas pela Genética. Ademais, aqueles indivíduos que possuírem um currículo que demonstre conhecimentos aprofundados em Genética podem também se tornar sócios titulares.

Sócio aspirante:

Podem tornar-se sócios aspirantes os estudantes matriculados em um curso de nível superior, desde que a universidade na qual o curso é realizado seja credenciada e reconhecida. Ademais, o estudante deve também possuir ou ter possuído disciplinas que se relacionem de alguma forma à genética.

Sócio honorário:

Quaisquer pessoas que tenham atribuído contribuições significativas a alguma área da genética ou à própria SBG poderão afiliar-se à instituição como sócios honorários.

Sócio benemérito:

Para se tornar um sócio benemérito, o indivíduo tem que, primeiramente, atender aos requisitos necessários para se tornar um sócio titular, os quais consistem em ser graduado em um curso que envolva a genética ou tê-la como disciplina no seu currículo. Ao atender a essas determinações, para que uma pessoa torne-se um sócio benemérito, basta que ela faça uma doação equivalente ou superior a trinta vezes o valor da anuidade para o sócio titular.

Sócio pós-graduando:

Todos os indivíduos graduados que estejam realizando algum curso de pós-graduação, como um mestrado ou um doutorado, podem associar-se à SBG na categoria de pós graduando, desde que os seus conhecimentos abarquem áreas da genética.

Sócio correspondente:

Apenas os geneticistas que residem em outros países podem se tornar sócios correspondentes. Porém, para que isso se concretize, além de morar fora do Brasil, o profissional tem que possuir boas afinidades com outros geneticistas brasileiros, de forma todos se corroborem na aquisição do conhecimento.

Sócio mantenedor da GMB:

Para se tornar um sócio mantenedor da GMB – revista publicada pela SBG –, a pessoa tem que contribuir, por mês, com um valor igual ou superior ao do salário mínimo vigente.

Como se tornar um sócio da SBG?

A Sociedade Brasileira de Genética não é uma organização governamental, sendo totalmente independente; logo, ela precisa angariar o dinheiro necessário à manutenção da instituição e dos projetos proporcionados por ela, tais como a realização de seminários e a edição e publicação da revista GMB. Portanto, é extremamente compreensível que outro requisito para que uma associação seja concretizada é o de contribuir financeiramente de maneira simbólica; esta colaboração, que normalmente é anual, varia de acordo com o tipo de socialização escolhida.

Privilégios:

Os direitos daqueles sócios que estão com as colaborações anuais em dias são:

  • Exemplar gratuito da revista GMB;
  • Descontos em eventos organizados pela SGB;
  • Descontos em eventos e anuidades de outras sociedades, desde que estas sejam parceiras da SBG;
  • Autorização para participar, sendo o votado ou o eleitor, das Assembleias realizadas com o intuito de decidir determinadas características quanto à SBG.

Deveres:

A Sociedade Brasileira de Genética exige que seus associados sejam compromissados; os principais deveres destes são:

  • Contribuir com o progresso da SBG;
  • Praticar a ciência apenas de forma ética e moral, além de rechaçar os que fazem o contrário;
  • Estar com as contribuições em dias; quem desrespeita esta regra torna-se sujeito ao desligamento da SBG.

Divulgação científica

 

Livraria SBG:

A SBG promove a publicação de diversos livros e revistas voltados à divulgação dos conhecimentos científicos por meio da editora SBG; a maioria destes exemplares está à venda na livraria on-line da organização.

Revista GMB:

A revista Genetics and molecular Biology (Genética e Biologia molecular) é a principal publicação da SBG; ela tem grandíssima relevância nos cenários nacional e internacional, sendo, inclusive, redigida em inglês. A GMB veicula artigos autorais e inéditos voltados para os âmbitos da genética, da evolução e da biologia molecular, além de também publicar textos com foco em outras áreas, desde que estas se relacionem às categorias citadas. Quem desejar publicar um trabalho na revista deve submeter seu manuscrito à análise do conselho editorial da GMB, que é o responsável por eleger as matérias mais qualificadas para a publicação.

Genética na escola:

A SBG passou a veicular, desde 2006, por meio da sua editora, a revista Genética na Escola, a qual é publicada com a periodicidade de seis meses. O principal objetivo dessa revista é o de promover a divulgação dos principais conceitos de genética e das novas pesquisas científicas de forma mais descomplicada e pouco destrinchada. Por ser compreensível até mesmo a estudantes que ainda estão cursando a educação básica, a revista Genética na Escola muito tem incutido nesses jovens o interesse pelas áreas científicas.

Qual a importância de instituições como a SBG?

O Brasil, quando em comparação a países desenvolvidos cientificamente, como a Alemanha e o Canadá, investe de forma extremamente insuficiente no progresso científico e na educação como um todo. Em todo momento, por exemplo, noticiários transmitem informações sobre novos cortes de verba na educação, em especial nas grandes universidades do país, as quais, por serem os principais centros de pesquisa do Brasil, deveriam ser incentivadas ao invés de desencorajadas. Frente a este cenário, a importância de organizações, como a Sociedade Brasileira de Genética, que promovem a disseminação e a evolução da ciência torna-se inestimável.



Sites Institucionais?


Conte-nos suas necessidades para que possamos ajudá-lo com seu projeto.



Veja alguns trabalhos realizados

Conheça outros projetos realizados pela Bytebio!

Nossos projetos são totalmente customizados às necessidades de cada cliente.


Alguns clientes atendidos